26 de mai de 2007

História em Quadrinhos
Deputado Corruptino
Texto e desenhos: Cleber











Clique na imagem para ampliar







O nosso "querido" Deputado resolveu fazer uma regressão, uma terapia de vidas passadas. Encontrou com Jesus Cristo, foi um dos Piratas do Caribe e cruzou com algumas outras figuras lendárias. Imagina toda a confusão em que deve ter se metido...

19 comentários:

Lauro Bonfim disse...

Ótima idéia, Cleber. Depois disso fiquei pensando... como seria o deputado Corruptino num futuro distante, algo do tipo Star Wars? Talvez dê uma historinha legal, pense aí. Abração!

Velhinho-Rabugento disse...

Olá Cleber...
Parabéns pelo trabalho.
Vou aproveitar para divagar um pouco, até para poder aprender sobre essa lida de desenhista/autor de HQ e similares.
Percebo que nos trabalhos gráficos, seja em charge ou HQ, sempre temos uma crítica sobre determinada realidade. Herói ou anti-herói, não importa, transmitem ao leitor algum sentimento, incomodo, questionamento, ou aceitação. Às vezes sinto falta da reação, junto com a crítica. Tento explicar. Para cada personagem imagino que devesse haver sua antítese, não meramente maniqueísta, mas que levasse à reflexão sobre o caminho a se seguir. Gosto muito dos formatos céticos, irônicos, que denunciam atitudes equivocadas. Não entendo da estrutura de roteiro ou do processo criativo do artista, mas sinto falta de algo mais.
É isso...
Abração, rapaz! ;^)

Jorge Sobesta disse...

Cleber,

Passei para gargalhar com seus catoons.

Grande abraço.

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Caramba!

Ladroagem de vidas passadas, é o primeiro caso que ouço falar!

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Caramba!

Ladroagem de vidas passadas, é o primeiro caso que ouço falar!

Geraldir Eustaquio disse...

Cleber, achei legal d+ essa história....faz mais um montão delas pra gente.
Aquele abraço,
Geraldir

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Cleber:

Perfeito. Mas eu também "estou de olho".
No Estados Gerais uma pequena nota de especial interesse para ti, para o Brasil e para toda a América Latina.

Um abraço,

David disse...

Cleber, é o tal pau que nasce torto renasce torto?

Thiago Barbosa disse...

Eitha lasqueira! esse Corruptino não toma jeito mesmo não é!!!


Esse nobre deputado
O tal do Corruptino
Atua desde menino
Fazendo tudo errado
Não dispõe de um bom legado
Rouba a nossa sociedade
Deixa o povo na saudade
Isso não é só uma vez
Pois no Brasil de muitas leis
Prevalece a impunidade.

Saramar disse...

Cleber, adorei.
Explica-se assim como um indivíduo honesto, recém inserido no mundo cor-de-rosa do parlamento, torna-se imediatamente corrupto. É carma. O mais sem vergonha de todos os carmas.

beijos e bom final de semana para você.

Patacoadas do Cleber disse...

Oi Velhinho,
Gostei muito do seu comentário. Me incomoda às vezes também essa questão da charge levantar o problema e não propor uma solução, mas nem seria possível visto que normalmente se tem um quadro apenas para se desenvolver a piada.
Nos quadrinhos isso é mais viável. Podemos usar muitas páginas e abordar os vários aspectos da questão tratada.
No entanto, charges, cartuns, quadrinhos e tirinhas têm sido usados como material pedagógico em várias disciplinas nas escolas. Acho isso muito positivo, pois com esse material podemos fomentar algumas discussões e o desenvolvimento de criações dessa natureza entre os meninos.
Acho que aliar o trabalho gráfico com a literatura infantil é o mais compensador e eficaz. Nesses livros podemos propor questões de ética, valores, humanismo, etc, de maneira lúdica e engraçada, contribuindo na formação do caráter das crianças.
É isso... Seu comentário valeu algumas reflexões interessantes. Um abração

Patacoadas do Cleber disse...

Thiago, adorei a quadrinha. Ficou muito interessante e poderá no futuro até ser usado como epitáfio do nosso nobre deputado. Abração

Velhinho-Rabugento disse...

Olá Cléber,
Quanto a produção gráfica de cultura, entendi sua visão e, aparentemente, concordamos. A charge tem uma mensagem de impacto, provoca reação imediata, em maior ou menor grau, a depender do autor, do momento, do leitor. As HQ desenvolvem, ou permitem o desenvolvimento, da mensagem de impacto da charge.
Realmente, ainda tenho muito a pensar sobre isso. Daí a importância, para mim, de conhecer a visão de quem tem essa habilidade ou criatividade, ou dom, relativos à produção gráfica.
Grato por expor suas idéias, mano.
Abração

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Cleber:

Hoje é especial... mas... quem pára um pouco para pensar e ver que este planeta maravilhoso está a pedir a ajuda de todos?

Um abraço,

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Ai Cléber,

Tem um presente e uma tarefa para você lá no meu blog!

Abraço!

Ly disse...

rindo tudo........tô praticando vidas passadas no meu blog tb....eu contava a minha vida com meus ex e não é q a esposa de um deles achou o meu blog....

rindo.......adoro, amo o teu jeito de blogar moço lindo

beijus

Ly

Pata Irada disse...

Oi Cléber

Que vidas passadas que nada!
Em Bagé temos a terapia do joelhaço, mundialmente conhecida como "Thérapie du genou aux boules, ou le methode gaúchô" que funciona prá caramba.

Um beijo.

Thiago Barbosa disse...

Amigo, quero lhe dizer que, além daquele blog que você já conhece, voltado pra textos jornalisticos e crõnicas, tenho outro blog, recém-nascido, voltado para a Literatura de Cordel http://cordeldamulestia.blogspot.com se o amigo puder dar uma olhada e avaliar, ficarei agradecido!!! Abraços e quero mais quadrinhos do nosso nobre Corruptino!!!

Pata Irada disse...

Oi Cléber
Passei para te desejar uma ótima semana e também prá te avisar que aprontei uma prá ti la no pata.
bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...